Saltar para o conteúdo

A fenomenologia do ser

Novembro 19, 2014

You gave a book

Um livro do Patrick Modiano começa assim: ” Não sou nada.

O título do livro do Chagas é: “Eu sou Deus

Cada um é para o que nasce.

[nota: se alguém achar que estou a promover um livro de auto-ajuda desengane-se. Ou melhor, se alguém for ler aquilo é porque precisa mesmo de ajuda. Deus vos guie!]

7 comentários leave one →
  1. Júlia permalink
    Novembro 19, 2014 17:49

    O indefinido será sempre infinitamente maior. Chagas sabe-o 😉

    Gostar

    • Júlia permalink
      Novembro 19, 2014 17:49

      (ou seja, foi modesto na escolha do título)

      Gostar

    • Novembro 19, 2014 18:54

      Ele sabe muito, sem dúvida, então vender pentes para carecas é com ele 🙂

      Foi modestíssimo!

      Gostar

  2. anónimo permalink
    Novembro 21, 2014 08:37

    quando ouço essa palavra “fenomenologia”, até estremeço, nunca percebi Hegel, se calhar por ter visto Kant, primeiro

    aí fenómeno e númeno (noumeno) são simples, um génio também é isso, simplificar pensamentos complexos para leigos

    Gostar

  3. A.M. permalink
    Novembro 26, 2014 10:02

    Aleluia, aleluia.Sursum corda, Deo gratias

    Gostar

Preencha o vazio:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: