Saltar para o conteúdo

Um cantinho de côr

Junho 17, 2019

© MCS

Alma

Junho 16, 2019

«Na língua guarani, ñe’ẽ significa “palavra” e também significa “alma”. Crêem os índios guaranis que aqueles mentem a palavra, ou a dilapidam, são traidores da alma.»

As Palavras AndantesEduardo Galeano (p. 30, Trad. Helena Pitta, Ed. Antígona)

Viver o que se escreve

Junho 16, 2019

«Pouca graça tem escrever o que se vive. O desafio é viver o que se escreve (…)»

As Palavras AndantesEduardo Galeano (p. 25, Trad. Helena Pitta, Ed. Antígona)

“As Palavras Andantes”

Junho 16, 2019

«Uma mesa atamancada, umas velhas letrinhas móveis de chumbo ou madeira, uma prensa que talvez Gutenberg tenha usado: a tipografia de José Francisco Borges na povoação de Bezerros, no interior do Nordeste brasileiro.
O ar cheira a tinta, cheira a madeira. As tábuas de madeira, em grandes pilhas, esperam que Borges as talhe, enquanto, acabadas de imprimir, as gravuras secam penduradas nos arames. Com a sua cara talhada em madeira, Borges observa-me sem dizer uma palavra.
Em plena era da televisão, Borges continua a ser um artista da antiga tradição do cordel. Em minúsculos folhetos, conta casos e lendas: escreve os versos, talha os moldes, imprime-os, carrega-os ao ombro e vende-os nos mercados, de aldeia em aldeia, cantando em litanias as façanhas de homens e de fantasmas.»

As Palavras Andantes, Eduardo Galeano (Trad. Helena Pitta, Ed. Antígona)

Macacos

Junho 16, 2019

De Janeiro a Junho deste ano, em seis meses (!!), morreram duzentas pessoas nas estradas. E oitocentos feridos graves, ou seja, estropiados, tetraplégicos e sei lá que mais.

Um general americano que perdesse oitocentos homens em seis meses no Iraque ou no Afeganistão seria automaticamente demitido.

Generalizar (pun intended) é feio, mas de cada vez que vejo um português ao volante é como ver um macaco à frente de uma máquina de escrever.

Arranjem as desculpas técnicas que quiserem, mas um macaco será sempre um macaco.

 

Super perdição

Junho 16, 2019

© MCS

Chama-se Largo Amor de Perdição em homenagem a Camilo Castelo Branco. Puseram lá um campo de futebol (temporário). Isto está tudo fodido.

Lost in translation

Junho 16, 2019

© MCS