Saltar para o conteúdo

“Le Soldatesse”, Zurlini

Novembro 10, 2019

Le Soldatesse“, (1965), Real. Valerio Zurlini

Nunca mais te vi. E depois do fim da guerra voltei à Grécia devido a um mau pressentimento. Não te iria reencontrar. Tinhas ido embora sem nunca olhar para trás, mas tive a impressão de rever o teu rosto anos depois nos últimos versos de um poema… como quando te viraste e com a mão livre na frente da nuvem dos cabelos me disseste adeus… para entrar na escuridão.

Da série “Há sempre um carro a foder-me a foto”

Novembro 4, 2019

© MCS

Às armas

Novembro 4, 2019

De cada vez que leio notícias sobre a Polónia também fico com vontade de invadir aquilo.

Fita azul

Novembro 4, 2019

© MCS

Atlântico

Novembro 4, 2019

© MCS

Eu vi a luz

Novembro 4, 2019

© MCS

Pelintras

Novembro 4, 2019

É um país tão pelintra que até os liberais vivem à custa do Estado.