Saltar para o conteúdo

Eleições alegóricas

Outubro 25, 2018

Dizem as estatísticas que o PT de Lula tirou 33 milhões de brasileiros da miséria.

Há uns tempos vi um líder daquelas seitas religiosas no Brasil a pedir dinheiro na igreja para comprar um helicóptero. Dizia ele que os seus fiéis incentivaram essa compra, porque não queriam ter um líder pobre, ou seja, pertencer a uma igreja pobre.

O Bolsonaro quer aumentar os impostos aos pobres (não fazem nenhum, segundo ele) e baixar aos ricos, porque, segundo o fascista, estes criam emprego (alô passos).

Ainda se lembram da primeira frase deste post? Ninguém quer a verdade, querem fantasias ou como se diz agora “fake news”. A alegoria da caverna é intemporal.

A importância da crítica

Outubro 25, 2018

A circular das bestas quadradas

Outubro 25, 2018

Marx pensava que a revolução do proletariado se daria inicialmente nos países industrializados, no caso, Alemanha ou Grã-Bretanha e que depois se espalharia por aí fora. Nunca num país essencialmente rural como a Rússia onde ainda havia escravatura (servos da gleba). Também é verdade que ao Marx nunca que lhe passou pela cabeça que três pastorinhos lhe iriam dar água (benta) pela barba. E que barba!

Da mesma forma, nunca me passou pela cabeça que um país como o Brasil iria eleger um tipo declaradamente racista. Logo o Brasil? E a seguir quem? Cabo Verde? Só falta aparecer por aí o Pinto da Costa com a bandeira do Benfica na mão. Estes terráqueos são doidos.

Pós Rothko

Outubro 21, 2018

© MCS

Uma escolha para M2TM

Outubro 21, 2018

O Francisco Rocha convidou e eu escolhi este. Como se passa no México, revoluções, bombas, IRA e alguma galhofa, achei que faria sentido.

(Já aqui tinha feito referência)

Eia!

Outubro 21, 2018

© MCS

No pasa nada

Outubro 21, 2018

© MCS

O consulado de Portugal na cidade de São Paulo suspendeu novos pedidos de reconhecimento de nacionalidade e de vistos para brasileiros e luso-descendentes. A culpa é da elevada procura.” DN

Calma, isto não deve ter nada que ver com o Bolçonaro. Deve ser malta que quer vir jogar futebol. No pasa nada.