Saltar para o conteúdo

O que faz o homem é o medo e a sua revolta

Novembro 15, 2012

«Como se escrevem os romances? Muitas vezes, durante a vida, haviam de fazer-lhe essa pergunta: com superficial candura, com desabrimento, com distracção, por mera formalidade e inépcia. Os romances escrevem-se com doses e doses de dissimulação, com virtudes pestilentas porque supuram do medo humano e não são fruto da coragem, do amor ou do ódio. O que é um vício? Um ranger das portas da imaginação, uma conquista sofrida até ao limite da indústria para sobreviver como homem. E ele mentia, com as suas heroínas nobilíssimas, os seus capatazes do pecado, com o mundo patarata como natureza para digerir e amar. A indignação faz os folhetins; mas o que faz o homem é o medo e a sua revolta.» (p. 69)

Fanny OwenAgustina Bessa-Luís (Ed. Guimarães)

No comments yet

Preencha o vazio:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: