Saltar para o conteúdo

O contador de cartas

Janeiro 17, 2022

O melhor filme que vi este ano (ainda estou em 2021 e apenas dos que estrearam recentemente) foi… acho que não foi visto o suficiente a avaliar pelos posts do fakebook. Fala-se muito do “Don’t fuck up“, até percebo porquê, mas o filme de que eu quero falar merece ser visto. Grande interpretação de Oscar Isaac, muito contido, apesar de sentirmos que pode rebentar a qualquer momento. Mas não. A realização mesmo nos planos abertos é claustrofóbica, como pretendida, tudo em contenção. Os casinos sem qualquer ponta de glamour, parecem barracões nas zonas industriais da periferia, frios, tristes como a personagem, sente-se um vazio interior em tudo, nos espaços e na alma das personagens. Quando o filme acaba não nos sentimos arrebatados, não, ficámos como a figura central do filme, vazios. Queremos a rotina, a vulgaridade e pagar pelos nossos pecados à procura da redenção. The Card Counter.

No comments yet

Preencha o vazio:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: