Skip to content

O gunismo no seu melhor

Agosto 10, 2016
© MCS

© MCS

À minha frente na rua duas gunas de 15/16 anos falavam tão alto que o mais difícil era não conseguir ouvir. Dizia uma delas:

“A professora disse que em caso de incêndio devemos sair o mais rápido possível deixando tudo para trás. O caralho! Se estiver com o meu portátil não o vou deixar lá. A escola é do século 40 toda em pedra e ainda demora a arder. É burra a gaja!”

2 comentários leave one →
  1. Agosto 10, 2016 16:14

    Vou de guna=ia no “eléctrico” atrás do lado exterior, ou do lado oposto à saída ou entrada. Sempre sem pagar!
    Em Agosto os que desciam a Av Boavista iam tão cheios que até ao Castelo do Queijo os jovens iam sempre à guna.

    A jovem guna está à frente do seu tempo… deve frequentar um dos vários cursos profissionais.

    Gostar

    • Agosto 10, 2016 17:57

      Eu já andei à guna pendurado num jipe no Gerês. Sempre com o abismo à vista. E com a morte também.

      Gostar

Preencha o vazio:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: