Skip to content

Campeão da Europa 2016

Julho 11, 2016

Apocalypse maintenant: “The Eder… The Eder…”

Ontem antes do jogo estava um nevoeiro cerrado. Parecia ser um bom prenúncio.

Para quê ser campeão frente à Grécia em Lisboa quando podíamos ser Campeões da Europa frente à França em Paris? Quando se escreve uma página na História deve-se pensar em grande. É logo uma epopeia, uns Lusíadas com os cantos todos. O próximo título será frente à Alemanha em Berlim.

Há uns anos a FIFA criou o golo de ouro. Ou seja, quando um jogo fosse a prolongamento acabava logo que alguma das equipas marcasse, não dando hipóteses à outra para reagir. E quem foi a ÚNICA equipa que perdeu um jogo (meia-final) assim? Portugal. E quem foi que ganhou esse jogo? A França. E como foi o golo? De penalty. Mais tarde a FIFA reconheceu que isto do golo de ouro era uma grande merda, uma enorme injustiça e acabou com essa treta. Ontem a França ainda teve uns bons 15 minutos para tentar reagir ao golo do Éder. Do Éder, caralho! Mas não conseguiu. A vingança serve-se fria.

No Europeu de 1984 ainda não havia redes sociais, mas conta-se que o Platini depois de derrotar Portugal numa meia-final (claro!) terá dito que cortava o pescoço se perdesse o jogo (parece que ele não vai muito à bola com portugueses; o Ronaldo virou-lhe a cara há uns tempos quando foi receber mais um título). Se é verdade não sei, mas sei que ainda não havia facebook, logo não podem culpar a malta pelo boato.

Continuando no Platini, desconfio que se ele ainda fosse presidente da UEFA nunca ganharíamos este título. Nunca! Mesmo. Lembro-me várias vezes de uma professora de francês, francesa de gema, contar o episódio em que o morcão do Platini foi visitar uma escola lá em França onde ela dava aulas. Atenção, isto foi muito antes do morcão se envolver nos negócios do futebol. As palavras que ela disse foram: “Eu nunca liguei a futebol, nem sabia muito bem quem ele era, sabia que era uma figura do futebol, claro, não se falava de outra coisa, mas apenas isso. E foi a pessoa mais arrogante, pedante e mal-educada que conheci.” Ora, isto dito por uma francesa nunca mais se esquece. Este episódio serve para separar as águas entre o futebol e o resto.

No futebol tínhamos uma contas bem valentes para saldar com os franceses. E maior vitória nem nas melhores previsões. Pela minha parte ainda não estão saldadas. Foi uma vitória histórica, mas quero mais. Muito mais sempre que for contra a França.

Isto no futebol, porque no resto, mon Dieu, vive la France.

#

(c) Matthew Ashton

(c) Matthew Ashton

Ronaldo Final Euro 2016, Paris

© AFP

Quaresma -Koscielny! Euros 2016

Éder final Euro 2016

 

Taça Euro 2013

#

#

Final Euro 2016, Porto, Aliados © Paulo Pimenta

#

Público 10 de Julho

Público 10 de Julho

Renato Sanches: o mais novo numa final, o melhor jovem do torneio: Médio do Bayern Munique foi escolhido pela UEFA como a grande revelação do Euro 2016.

Portugal domina “onze” ideal do Euro 2016: UEFA seleccionou quatro jogadores portugueses. (Rui Patrício, Pepe, Raphaël Guerreiro e Cristiano Ronaldo)

2 comentários leave one →
  1. Julho 11, 2016 22:08

    O vídeo é fabuloso! O Marcelo tem uma boa razão para distinguir uma criança, dos grunhos que vão na “caixa” para os estádios de futebol.

    Gostar

    • Julho 12, 2016 15:16

      Está criança deu uma grande lição ao mundo.

      Gostar

Preencha o vazio:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: