Skip to content

Toca a circular

Junho 14, 2016

Daydreams, Buster Keaton, 1922

Dei por mim a pensar numa frase que escrevi ontem num comentário, “vivemos tempos como nunca vivi”. Grande novidade! Só se a linha temporal estivesse em loop é que poderia viver tempos já vividos. Isto apesar do planeta estar em duplo loop permanente: sobre ele próprio e à volta do sol. Ui, está muito calor para pensar nisto, vou ler “A bola”. Acho que este post ficou circular…

No comments yet

Preencha o vazio:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: