Skip to content

Natal em Junho

Junho 7, 2016

A minha festa preferida era o Natal. Nem era pelas prendas, era pela atmosfera, pelo ambiente, pelo espírito da coisa. O mais incrível era que o Natal, imagine-se a coincidência, calhava sempre no Natal. Até parece mentira, não é? Mas é que era sempre. Calhava precisamente no dia de Natal. Impressionante! Deve ser estranho hoje em dia para as crianças perceberem que antigamente o Natal era em Dezembro, no dia 25.

Agora já não é assim. Ainda as pessoas andam de toalha ao ombro e chinelos de dedo vindas da praia e já se vêem pais natais pendurados nas montras. O Prince cantava que às vezes neva em Abril. Por aqui começam a chover pais natais em Setembro. Quando chega o Natal já vomito neve, o jingle bell tem um efeito pavloviano, começo a salivar de raiva. Três meses de Natal é demais. Se estou a falar do Natal em Junho é porque isto está mesmo tudo fodido. Acho que estou com vontade de falar no Natal todos os dias até Dezembro. Para verem o que é bom para a fossa.

Para concluir eu devia falar dos santos populares e do terror que é este mês. Mas para bom entendedor meio Natal basta.

No comments yet

Preencha o vazio:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: