Skip to content

Addio, adieu, aufwiedersehen, goodbye

Junho 3, 2016
Miguel Januário, "Infértil", 2015

Miguel Januário, “Infértil”, 2015

Não sei se isto passou ao lado da maioria dos portugueses, mas o presidente da comissão europeia, o gajo dos esquentadores, passou uma certidão de óbito à UE quando disse que “a França não sofre sanções, porque simplesmente é a França“. Uma união (união, pá!) em que um dos membros é tratado de forma diferente porque sim, morreu. Se o resultado do referendo Brexit for sim, será o funeral. Ainda não sabemos se será bom ou mau. A única certeza é que levaremos ainda mais nas trombas. Parabéns à direita radical que domina os destinos europeus através do PPE. Se a esquerda voltar a ser a maioria na Europa talvez ainda consiga colar alguns cacos, mas as dúvidas instalaram-se e são mais que muitas. Quer dizer, se a “esquerda” for o assis e o proença como dizem os jornais, não há dúvidas, estamos mesmo fodidos (o corrector não conhece este verbo e sugeriu cozidos, também não está mal).

No comments yet

Preencha o vazio:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: