Skip to content

Tu aguenta-te, pá!

Dezembro 22, 2015

Como ontem esteve um dia de sol maravilhoso até estava bem-disposto. Não sei por quê, mas estava. Tudo mudou quando dobrei uma esquina (estando bem fisicamente consigo fazer isso) e repentinamente me apareceu à frente um banco. O sorriso que levava na alma caiu-me ao pés. Benzi-me três vezes e disse, “tu aguenta-te, pá, tu aguenta-te que já não aguentamos mais”. E acelerei o passo antes que me viesse pedir mais dinheiro.

Anúncios
No comments yet

Preencha o vazio:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: