Skip to content

“O Regresso do Hooligan”

Agosto 11, 2015

«Pela janela, que ocupa toda a largura da parede, entra a luz edénica, de Primavera. O homem que está no quarto contempla, do alto do décimo andar, o alvoroço do Paraíso. Prédios, letreiros, peões do Outro Mundo. In paradise one is better off than anywhere else, deveria ele repetir também nesta manhã.
Do outro lado da rua, o edifício vermelho, massivo. Vêem-se grupos de crianças nas aulas de dança e de ginástica. As filas amarelas de táxis bloqueados no cruzamento entre a Broadway e a Amsterdam Avenue berram, histéricas com o metrónomo embriagado da manhã. O observador, porém, perscruta já o céu, o vazio, a lenta cronofagia do deserto, as térmitas gigantes das nuvens.»

O Regresso do Hooligan, Norman Manea (Trad. Carolina Martins Ferreira, Ed. Asa)

Preencha o vazio:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: