Skip to content

Implacavelmente cruel

Agosto 7, 2015

chicote

«Agora pensava na maneira de melhor satisfazer aquele sentimento de rancor que tinha despertado por causa da história do estudante, e a voz interior sugeriu a decisão seguinte. Pegou no relatório e escreveu nas margens com a sua letra graúda: “Merece a pena capital. Mas, graças a Deus, não temos a pena capital. E não serei eu a introduzi-la. Fazê-lo passar doze vezes por mil pessoas com chibatas. Nicolau” – e assinou com a sua rubrica maneirista e enorme.
Nicolau sabia que doze mil chibatadas não significavam apenas uma morte certa e torturante, mas ainda uma crueldade excessiva, visto que bastavam cinco mil para matar o homem mais forte. Mas ele achava agradável ser implacavelmente cruel e pensar que na Rússia não vigorava a pena capital.» (p. 111)

Khadji-Murat, Lev Tolstoi (Tradução de Olga Solovova, Ed. Cavalo de Ferro)

Anúncios
No comments yet

Preencha o vazio:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: