Skip to content

Fui eu, fui eu, fui eu!!

Julho 13, 2015

toy strory

O Passos gabou-se, porque teve uma ideia. Creio que tem razão, já que é algo que não lhe é muito recorrente, só está habituado a cumprir as ordens do Iznogoud. Mas há algo que ele devia ter salientado. Se fosse necessário a Portugal obter “50 mil milhões de euros do fundo de privatizações” isso seria impossível, porque o lacaio já vendeu tudo. Acho que só sobra o panteão. E nem o Jorge Mendes conseguia vender por esse preço.

Este mês vai ter o nome dele no quadro de honra. O menino vai todo orgulhoso para a segunda classe.

8 comentários leave one →
  1. Julho 13, 2015 15:24

    ainda se o cabrão do P(utinho) M(erdoso) soubesse as falas do Woody:

    – tenho uma cooobra nas botas!

    🙂

    Gostar

    • Julho 13, 2015 17:10

      Ele só mexe os lábios e os braços (com fios transparentes), as falas são em alemão 🙂

      Gostar

  2. Julho 13, 2015 15:49

    É ainda pior, os 50 mil milhões vão para os bolsos do iznogoud e do outro que também se diz socialista:
    http://www.ionline.pt/401988

    Gostar

  3. pedro matos permalink
    Julho 14, 2015 10:31

    De bom aluno a aluno exemplar. Fremente, de braço no ar, a dar ideias de palmanço à professora Palmira.

    Em bicos-de-pés, o escarro absoluto.

    Que eu seja só ateniense e grego. Cidadão deste país enxovalhado e enxovalhante é que não.

    Gostar

    • Julho 14, 2015 14:04

      É a nossa sina, ser “governados” pela gente mais rasca e eleita por este povo triste. Não aprendem.

      Gostar

    • pedro matos permalink
      Julho 15, 2015 12:10

      Um povo que depois de 42 anos de Salazar consegue eleger um Cavaco para mais 20, disse tudo. Não é que não aprenda, é que gosta mesmo. Precisa de um pai velhaco, burgesso e austero.

      E o próximo estadista na calha com as indispensáveis qualidades, pode bem ser mesmo uma mãe: Maria Luís; a que resolveu de vez o problema dos assaltos de rua, que tanto atromentava o Paulinho das Feiras (sim, quem é que tem medo que lhe levem 50 ou 100 euros na rua?).
      A fanfarra dos média já lhe bomba as costumeiras e irresistíveis virtudes.

      “A auto-estima de um povo é a sua base, razão da sua existência, força motriz para o seu
      desenvolvimento e isso não é um factor conjuntural é um déficit histórico. “, Almada

      Gostar

    • Julho 15, 2015 13:59

      Grande Almada Negreiros!

      Gostar

Preencha o vazio:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: