Saltar para o conteúdo

Cemetery gates*

Maio 7, 2015

Hoje passei junto a um cemitério e vi uma mulher a fazer jogging lá dentro. Achei estranho e parei para confimar. Estava equipada a rigor: sapatilhas fluorescentes, top e calções de licra. O adereço que confirmou foram os auriculares. Estava a ouvir death metal, de certeza. Lá ia ela na sua passada larga pelos corredores do cemitério muito concentrada no seu exercício matinal. Pensei, pronto Marco, foi o teu momento qu’esta merda?! do dia. Por hoje chega. E continuei o meu caminho.

(*)

4 comentários leave one →
  1. Maio 7, 2015 15:45

    Gozo, só pode estar no gozo!

    Gostar

    • Maio 7, 2015 15:48

      Juro, vi com estes olhos que a terra há-de comer. Esta expressão ficou um brinco neste contexto 🙂

      Liked by 1 person

  2. Maio 7, 2015 15:54

    Se calhar era tão boa tão boa que foi para o único sitio onde não ouve piropos!

    De morrer a rir (está não foi muito má também).

    Liked by 1 person

Preencha o vazio:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: