Saltar para o conteúdo

À luz da vela

Dezembro 15, 2014

book versus e reader

Será que alguém já estabeleceu um paralelo entre os escritores que escreviam à luz da vela e os que escreviam à luz da lâmpada? Uns escreveram ao ritmo da natureza (e da cera), o sono estaria mais equilibrado com a luz do dia. Os outros ficaram mais acelerados, com mais ruído à volta, rodeados de luz artificial, escreviam ao ritmo das marteladas pneumáticas. Para falar a verdade, os futuristas já escreveram sobre isto. Quer dizer, se não escreveram foi algo parecido. Quem escrevia à luz da vela tinha tempo para tudo (ganda treta, mas pronto). Senão repare-se. O Tolstoi teve treze filhos, treze!, e ainda teve tempo para escrever milhares de magníficas páginas literárias. Imagino que naqueles momentos de falta de inspiração, perante o bloqueio criativo, bastava dar umas quecas e pronto, voltava a escrever outra vez. Hoje em dia seria diferente. Num bloqueio literário o escritor vai ver o mail, liga a televisão, vai à net ver as notícias, um pouquinho ao facebook, volta a responder a mails, entretanto o telemóvel volta a tocar pela décima terceira vez (lá está), depois quando já pensava em continuar a escrever falha a luz, as putas das obras na rua nunca mais acabam, pensa ele, estes cortes frequentes deixam um gajo sem concentração, quando lhe vem à cabeça umas boas ideias, pimba, falha a luz outra vez. E se não é a luz é o filho da puta do computador que resolveu crashar ou bloquear (lá está) pela décima terceira vez esta semana. Conta-se que o Balzac na ânsia da escrita, nas suas longas noitadas, nem sequer fazia café, limitava-se a mastigar grãos do mesmo. Sempre poupava tempo, de facto.

8 comentários leave one →
  1. anónimo permalink
    Dezembro 15, 2014 22:04

    dos vídeos mais espectaculares (para mim) sobre o livro – https://www.youtube.com/watch?v=6TovzOXeh24

    Gostar

    • Dezembro 15, 2014 22:22

      Muito bom. O efeito fotográfico resultou muito bem.

      Gostar

  2. anónimo permalink
    Dezembro 15, 2014 22:05

    já agora fica este também – https://www.youtube.com/watch?v=VljJIQuPDSE

    Gostar

    • Dezembro 15, 2014 22:25

      Este já pus aqui há uns tempos. Quando ganhou o Oscar para melhor animação.

      Gostar

  3. anónimo permalink
    Dezembro 16, 2014 08:46

    por acaso não sabe se este livro está traduzido para português (parece interessante) – http://crap.sceleris.net/HowtoReadABook.pdf

    Gostar

  4. anónimo permalink
    Dezembro 16, 2014 21:43

    obrigado, por vezes o google embirra comigo

    Gostar

    • Dezembro 16, 2014 22:11

      De nada. Também acontece comigo, o google às vezes troca-nos as voltas 🙂

      Gostar

Preencha o vazio:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: