Saltar para o conteúdo

Books never die

Setembro 14, 2011

People die, but books never die. No man and no force can put thought in a concentration camp forever. No man and no force can take from the world the books that embody man’s eternal fight against tyranny. In this war, we know, books are weapons. – Franklin D. Roosevelt  – [daqui]

7 comentários leave one →
  1. Bípede falante permalink
    Setembro 14, 2011 23:09

    Do jeito que a humanidade está preguiçosa e medíocre, eu já não sei se concordo

    Gostar

    • Setembro 14, 2011 23:42

      Quando coloquei o título pensei “estou a ser demasiado optimista”. Mas depois disse, “que se lixe, vai mesmo assim”. Eu continuo a acreditar que enquanto houver um leitor, ele terá capacidade para transmitir o testemunho. 🙂

      Gostar

  2. Setembro 15, 2011 01:11

    (um pouco ao lado mas não totalmente a despropósito)

    E enquanto houver um escritor preocupado em corrigir as injustiças da história, também poderemos dormir mais descansados. Isto a propósito de um artigo que li no “The New York Times” e que me levou a adquirir um livro que me chegou às mãos por estes dias; verifica aqui (vale muito a pena ler o artigo): http://thecatscats.blogspot.com/2011/08/examining-labor-heros-death-william-m.html.

    Abraço.

    Gostar

    • Setembro 15, 2011 18:19

      É verdade, Carlos, para existir um leitor tem de existir um escritor. Fui ler o artigo, desconhecia esse Joe Hill, parece ser bem interessante. Eis um caso típico que me leva a ser contra a pena de morte. O ser humano farta-se de errar, logo, quem somos nós para decidir o fim da vida dos outros? Um belo exemplo esse.
      abç

      Gostar

  3. Setembro 15, 2011 18:37

    Até virou canção:

    Gostar

  4. Setembro 15, 2011 18:40

    Qualquer coisa correu mal — acho que não posso usar no WordPress as técnicas que uso no Blogspot… Sorry.

    Gostar

    • Setembro 15, 2011 18:54

      No problem, já corrigi. No wordpress basta colocar o link do youtube para aparecer o vídeo.

      Obrigado pela música. Vou arquivar aqui a letra:

      I dreamed I saw Joe Hill last night,
      alive as you and me.
      Says I “But Joe, you’re ten years dead”
      “I never died” said he,
      “I never died” said he.

      “The Copper Bosses killed you Joe,
      they shot you Joe” they filled you full of lead.
      “Takes more than guns to kill a man”
      Says Joe “I didn’t die”
      Says Joe “I didn’t die”

      “In Salt Lake City, Joe,” says I,
      Him standing by my bed,
      “They framed you on a murder charge,”
      Says Joe, “But I ain’t dead,”
      Says Joe, “But I ain’t dead.”

      And standing there as big as life
      and smiling with his eyes.
      Says Joe “What they can never kill
      went on to organize,
      went on to organize”

      From San Diego up to Maine,
      in every mine and mill,
      Where working men defend their rights,
      it’s there you’ll find Joe Hill,
      it’s there you’ll find Joe Hill!

      I dreamed I saw Joe Hill last night,
      alive as you and me.
      Says I “But Joe, you’re ten years dead”
      “I never died” said he,
      “I never died” said he.

      Gostar

Preencha o vazio:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: