Skip to content

“Polikuchka, o enforcado”

Julho 25, 2011

«- A senhora manda! Em todo o caso, os Dutlov são dignos de lástima. São todos óptimos rapazes!… Se agora não mandarmos alistar um dos dvorovoi, então será certo e sabido que um deles terá de partir, dizia o feitor. Aliás, toda a gente os aponta para isso. Mas, se é essa a vontade de V. Ex.ª …
Pôs a mão direita sobre a esquerda, poisou as duas no ventre, depois, inclinando a cabeça para o lado, repuxou os beiços finos, fazendo-os quase estalar, ergueu os olhos e calou-se, com a intenção evidente de se conservar em silêncio muito tempo e escutar, sem os discutir, todos os disparates que a senhora não ia deixar de lhe dizer.
O feitor era um homem escolhido entre os dvorovoi. Barbeado, com uma longa sobrecasaca (de um talho especial adoptado pelos feitores), fazia, nessa tarde de Outono, o seu relatório à senhora. Na opinião desta, o relatório consistia, para ela, em escutar o que se passava nas propriedades e em dar ordens relativamente ao que havia a fazer; na do feitor, Egor Mikhailovitch, consistia na obrigação de estar de pé, a um canto, a cara virada para o divã, escutando uma tagarelice sem relação nenhuma com os negócios, e em levar a senhora, por diversas maneiras, a responder dentro de pouco com impaciência: “Bom, bom,” a todas as suas propostas. Nessa ocasião tratava-se de recrutamento. Era preciso mandar três recrutas das propriedades dos Pokrovskoie. Dois estavam perfeitamente indicados pela própria sorte, graças à coincidência das condições familiares, morais e económicas.»
(…)
Polikuchka, o enforcado, Lev Tolstoi (Tradução de Ana Ribeiro, Ed. QuidNovi)

Anúncios
3 comentários leave one →
  1. Bípede falante permalink
    Julho 26, 2011 02:21

    Comprei hoje dois livros do Auden. Edições portuguesas. Estou tão contente. Comprei em uma livraria aqui do Rio. Poderia ter procurado por esse Tolstoi se tivesse vindo antes aqui. Agora não dá mais que vou-me embora amanhã 😦
    Beijos

    Gostar

  2. Julho 26, 2011 13:57

    E do Auden tens aqui um bocadinho:
    https://novaziodaonda.wordpress.com/2011/05/06/o-massacre-dos-inocentes-2/

    bjs

    Gostar

Trackbacks

  1. Tolstoi, pá… | No Vazio da Onda

Preencha o vazio:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: