Saltar para o conteúdo

Uma inveja saudável

Maio 12, 2011

Âncoras e Nefelibatas,

O mérito do título vai inteirinho para o tradutor do livro de R. L. Stevenson, Aníbal Fernandes, que encontrou uma bela solução para o título original, The ebb-tide.

Uma inveja assim deve ser praticada diariamente. Penso eu de que.

2 comentários leave one →
  1. Maio 12, 2011 15:10

    W.B. Yeats

    A mim lembrou-me outra coisa, um verso (11º) de um dos meus poemas favoritos de Yeats (The Friends of his Youth) onde se descreve aquela infrutífera ou estéril (como o rebentar da onda) old Madge que enrola a pedra no xaile:

    “Laughter not time destroyed my voice
    And put that crack in it,
    And when the moon’s pot-bellied
    I get a laughing fit,
    For that old Madge comes down the lane,
    A stone upon her breast,
    And a cloak wrapped about the stone,
    And she can get no rest
    With singing hush and hush-a-bye;
    She that has been wild
    And barren as a breaking wave
    Thinks that the stone’s a child.

    And Peter that had great affairs
    And was a pushing man
    Shrieks, “I am King of the Peacocks,”
    And perches on a stone;
    And then I laugh till tears run down
    And the heart thumps at my side,
    Remembering that her shriek was love
    And that he shrieks from pride.”

    Mas enfim, é esta a riqueza do mundo, as diversas e múltiplas evocações…

    Gostar

    • Maio 12, 2011 18:12

      Belíssimo poema, bem lembrado. E é esta a beleza da literatura também 😉

      Gostar

Preencha o vazio:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: