Saltar para o conteúdo

“Winesburg, Ohio”

Setembro 17, 2010

«O escritor, um velho de bigode branco, tinha uma certa dificuldade em ir para a cama. As janelas da casa onde vivia eram altas e ele queria ver as árvores quando acordava pela manhã. Um carpinteiro veio arranjar a cama de modo a que ficasse ao nível da janela.
A questão deu que falar. O carpinteiro, que fora soldado na Guerra Civil, entrou no quarto do escritor, sentou-se e propôs-lhe construir um estrado para altear a cama. O escritor tinha charutos ali à mão, que o carpinteiro se pôs a fumar.
Durante algum tempo os dois homens estiveram a falar sobre a maneira de subir a cama e depois falaram de outras coisas. O soldado puxou o tema da guerra. O escritor, na verdade, é que o empurrou para aí. O carpinteiro em tempos tinha estado preso na cadeia de Andersonville e tinha perdido um irmão. O irmão morrera à fome e sempre que tocava no assunto o carpinteiro chorava. Também ele, como o escritor, tinha um bigode branco e quando chorava franzia os lábios e o bigode mexia-se para cima e para baixo. Assim a chorar de charuto na boca o velhote era ridículo. A ideia do escritor para subir a cama ficou esquecida e mais tarde o carpinteiro fez as coisas à sua maneira e o escritor, de sessenta anos já passados, tinha de usar uma cadeira quando queria ir para a cama à noite.»
(…)
Winesburg, Ohio, Sherwood Anderson (Tradução de José Lima, Ed. Ahab)

Preencha o vazio:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: